hotel fazenda passaredo ecoturismo nascente do rio sao francisco Click here for English version - English flag

O Gavião Carcará

Conheça a Canastra aqui - Mais de 350 fotos em nossas diversas páginas!


O Gavião Carcará, fotografado na Serra da Canastra

Nome científico: Polyborus plancus
Classe: Aves
Ordem: Falconiformes
Família: Falconidae

O Gavião Carcará é uma ave altiva, imponente e forte, conhecida por sua excepcional visão e coragem, longo raio de ação e controle do território onde habita.

O comprimento varia de 50 a 60 cm, e sua envergadura chega a 123 cm. A penagem é alvinegra, apresentando manchas mais claras nas pontas das asas, e tem a face nua, amarela ou vermelha. Possui um penacho nucal, que confere à sua cabeça uma forma característica. Suas pernas são grandes e fortes. Quando jovens são pardos, com peito estriado, face violácea ou amarelo-clara e pernas amareladas ou esbranquiçadas. Observando sua cabeça, logo se pode notar ser um carcará pelo formato inconfundível.

O Gavião Carcará, fotografado na Serra da Canastra

Este gavião é conhecido também por caracará na Serra da Canastra. Sua alimentação é composta de insetos, ovos de outras aves, aranhas, minhocas, cobras e outros invertebrados, além de alguns vertebrados, muitas vezes já mortos e até em início de decomposição. Costuma matar suas presas com bicadas na nuca. Come também frutas e grãos que encontra no chão. É dotado de poderoso sistema digestivo e o que não consegue digerir é regurgitado

Seu habitat são os campos, cerrados, matas e caatingas, e também a orla marítima. Com a redução do habitat, tem sido visto cada vez mais também nas grandes cidades. Ocorre da Flórida (EUA) à Terra do Fogo (Argentina/Chile) bem como no Brasil. Está ameaçado de extinção, pela destruição de seu habitat natural e pela caça indiscriminada

O Gavião Carcará, fotografado na Serra da Canastra

Costuma fazer o ninho entre ramos de árvores muito altas, como os eucaliptos, com estrutura rasa de gravetos e pedaços de madeira. A cor de sua face muda de vermelho para amarelo quando se excita sexualmente. Põe 2 ou 3 ovos, às vezes (raramente) 4, de colorido que varia entre branco, vermelho-esbranquiçado, camurça ou vináceo, com manchas vermelho-pardas. Os ovos medem 56-61 x 44-47 mm e são chocados pelo casal durante 28 dias. Normalmente os pais criam um único filhote por ninhada.


O Gavião Carcará, fotografado na Serra da Canastra





Carcará
(João do Vale e José Cândido)

Carcará
Pega, mata e come
Carcará
Num vai morrer de fome
Carcará
Mais coragem do que homem
Carcará
Pega, mata e come
Carcará
Lá no sertão
É um bicho que avoa que nem avião
É um pássaro malvado
Tem o bico volteado que nem gavião
Carcará
Quando vê roça queimada
Sai voando, cantando,
Carcará
Vai fazer sua caçada
Carcará come inté cobra queimada
Mas quando chega o tempo da invernada
No sertão não tem mais roça queimada
Carcará mesmo assim num passa fome
Os burrego que nasce na baixada

Estribilho
Carcará é malvado, é valentão
É a águia de lá do meu sertão
Os burrego novinho num pode andá
Ele puxa no bico inté matá
Carcará
Pega, mata e come!