hotel fazenda passaredo ecoturismo nascente do rio sao francisco Click here for English version - English flag

O Lobo Guará

Conheça a Canastra aqui - Mais de 400 fotos em nossas diversas páginas!


O Lobo-guará

O Chrysocyon brachyurus, mamífero conhecido como Lobo Guará, Aguará, ou ainda Lobo de Crina (na Argentina e no Uruguai) é o maior e mais belo canídeo brasileiro. Vive cerca de 12 a 13 anos, chega a medir 145 cm de comprimento, 80 cm de altura e seu peso gira em torno de 23 Kg.


É um animal solitário e noturno, que habita, principalmente, os campos do centro-oeste do Brasil, do Paraguai, do leste da Bolívia e do norte da Argentina e Uruguai.


No outono, época do acasalamento, o lobo adulto procura uma parceira. Os casais não costumam viver juntos mas, normalmente, se mantêm fiéis durante toda a vida. Sua gestação dura de 63 a 65 dias, e a fêmea tem geralmente dois filhotes, que normalmente nascem no inverno. O casal se reveza nos cuidados com os filhotes, enquanto estão no ninho. O filhote de Lobo Guará é marrom escuro, quase negro, com as pontas das orelhas e da cauda brancas. Depois de 3 meses de idade, sua pelagem torna-se castanho avermelhado, as pernas e o dorso tornam-se pretos e a ponta da cauda continua esbranquiçada.


Fruta do Lobo

O Lobo Guará é muito tímido e arredio. Não ataca o homem, mas às vezes rosna, se for acuado. Alimenta-se de pequenos animais, como rãs, lagartos e aves. Gosta de frutas, principalmente da fruta do lobo (Solanum lycocarpum) ou lobeira, uma espécie aparentada do tomate, que compõe até 50% da sua dieta, e é muito importante para ele, porque, além de alimento, atua como um vermífugo. A lobeira é abundante na Fazenda Passaredo.


A flor da lobeira

O corpo delgado e as pernas longas são responsáveis por sua extraordinária facilidade para correr e saltar em campos com vegetação alta. Suas grandes orelhas captam todos os tipos de ruído, inclusive freqüências que o homem não ouve. Apesar de ser um animal tão bem equipado pela natureza, sua sobrevivência está seriamente ameaçada, devido à caça predatória e à destruição do seu habitat - principalmente o cerrado a as matas de galeria.


Não é muito raro ver o Guará na Serra da Canastra, principalmente de manhã bem cedo e ao anoitecer.


O Lobo-guará